Pesquisa sobre o comportamento biológico do Queratocisto Odontogênico é publicada por docente da UniFG

Publicado em 5 de agosto de 2020.


O Prof. Yuri Slusarenko, do curso de Odontologia da UniFG, publicou um artigo intitulado “A systematic review on the expression of bcl-2 in the nonsyndromic odontogenic keratocyst: should it be considered a cyst or a tumor?” na revista científica internacional Oral and Maxillofacial Surgery. Trata-se de uma pesquisa sobre o comportamento biológico do Queratocisto Odontogênico, um cisto odontogênico que pode se desenvolver na mandíbula e/ou maxila. Ele é localmente agressivo, pode destruir as raízes dos dentes e o osso ao redor e também apresenta uma alta taxa de recidiva, ou seja, voltar a se desenvolver após o tratamento.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) altera frequentemente a classificação do Queratocisto entre cisto e tumor. Em seu artigo, o Prof. Slusarenko traz dados importantes que indicam que o Queratocisto pode ser classificado como um tumor odontogênico e acredita que considerá-lo um cisto pode induzir os cirurgiões a realizar um tratamento inadequado, aumentando muito o risco de recidiva.

O Prof. Slusarenko atua como Cirurgião Bucomaxilofacial no tratamento de lesões e doenças da boca e da face há cerca de 10 anos. Esse tema tem sido seu objeto de estudo durante o Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado na USP. O artigo pode ser acessado no site da revista Oral and Maxillofacial Surgery.